#EmDefesaDelas: Campanha de defensores públicos tem como foco a Garantia dos direitos das Mulheres

Em RR, o lançamento da campanha será na próxima terça-feira, 7

Hoje, o Brasil ocupa a 5ª posição no ranking de países com a maior taxa de Feminicídio e Roraima está entre os estados com o maior registro de homicídios de mulheres. Por tudo isso, a ANADEP (Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos), em parceria com a Associação das Defensoras e Defensores Públicos (ADPER) e Defensoria de Roraima (DPE) lança a campanha nacional para divulgar os serviços da Defensoria, desta vez em favor das mulheres.

Neste ano, a campanha traz como tema “Em Defesa Delas: defensoras e defensores públicos pela garantia dos direitos das mulheres”. Por isso, a campanha tem como objetivo educar a sociedade sobre a realidade diária das mulheres, ressaltar os seus direitos, além de destacar a atuação da Defensoria Pública em favor delas.

Em Roraima, o lançamento ocorrerá na próxima terça-feira, 07, às 8h30, para os/as assistidos/as da DPE, na avenida Sebastião Diniz, 1165 - Centro. Na ocasião, a imprensa é convidada para conhecer, por meio da presidente da ADPER, Elcianne Viana, a parte conceitual da campanha anual. Já o defensor público-geral, Stélio Dener, convidará a todos para a extensa programação preparada para este mês, além de mostrar o selo dos 19 anos de atuação da Defensoria Pública no estado.

“Essas atividades serão realizadas no mês de maio, mas a campanha tem duração de um ano. Essas ações aproximam a sociedade da Defensoria, além de ajudar a disseminar os serviços da instituição e também como funciona o trabalho dos defensores públicos”, enfatizou Dener. 

Durante o lançamento haverá também atração musical voz e violão, uma performance teatral inédita sobre empoderamento - do conto popular contido no livro Mulheres que correm com os Lobos, e também será aplicada a técnica com o público “Espelho Meu”, uma abordagem multidisciplinar sobre a imagem refletida.  

A ideia é que, por meio das ações que serão desenvolvidas, o ciclo de violência seja quebrado e a igualdade de gênero avance um pouco mais. Entre os eixos que serão trabalhados, estão: o enfrentamento à violência doméstica e familiar, o encarceramento das mulheres, a situação das mulheres negras no Brasil, os casos de violência obstétrica e as mulheres em situação de rua.

 

ASCOM DPE (095) 36231615

Top
×