CICLO DE FORMAÇÃO: Defensoria e Unicef promovem oficina sobre violência de gênero

Evento segue até a próxima sexta-feira, 22

Dando continuidade a oficina sobre violência contra criança e adolescente em Roraima, a Defensoria Pública do Estado (DPE) em parceria com a UNICEF (Fundo das Nações Unidades Para A Infância) encerra hoje, terça-feira (19), o encontro com o tema ‘Violência de gênero no contexto familiar, institucional e social’. O evento termina às 17h30, no auditório da DPE.

A oficina, ministrada pela especialista em violência baseada em gênero da UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas), Patrícia Ludmila Barbosa de Melo, aborda diversos aspectos temáticos.  

Patrícia destacou a importância de debater o assunto para garantir o atendimento adequado às vitimas de violência baseada em gênero. “É de fundamental importância sentar com essas pessoas para que elas conheçam os serviços dos seus parceiros e possam discutir as possibilidades e potencialidades que cada serviço tem para garantir um serviço de qualidade”, explicou Patrícia.

25 pessoas participaram do evento, entre elas, o assessor administrativo Glauber Bolin da Procuradoria Especial da Mulher. Segundo ele, a oficina é uma oportunidade de debater um assunto relevante para a rede de proteção. “Esse é um tema atual e uma oportunidade de por em prática os conhecimentos do dia-a-dia. Além de melhorar o serviço para a população”, disse Bolin.

Durante a oficina foram debatidos sobre: a violência, gênero, migração, situação humanitária em Roraima e a perspectiva de gênero, novas normas legais de proteção e enfrentamento à violência baseada em gênero, prevenção e enfrentamento à violência de gênero, Rede de Proteção Intersetorial (real x ideal), fluxo de referência para casos de violência baseados em gênero, direitos sexuais e reprodutivos. Além de esclarecimentos de dúvidas e outras situações relacionadas.

O objetivo da oficina é fortalecer a rede de proteção, estratégias para lidar com as crianças e adolescentes que sofrem algum tipo de violência. Além de ações para garantir o acesso aos serviços das políticas sociais, sem descriminação de qualquer tipo, enfatizando sua proteção contra todas as formas de abuso, violência e exploração.

Participaram da oficina representante das Secretarias Municipais, Visão Mundial, Fraternidade, Casa de Los Ninõs, Conselho Tutelar, Cras (Centro de Referencia de Assistência Social), Abrigos de Venezuelanos, Associação Anjos de Luz, Procuradoria Especial da Mulher, Chame e instituições do interior Como Caracaraí, Alto Alegre e Mucajaí. 

Além da oficina sobre violência de gênero, durante a semana serão debatidos temas sobre: Trabalho Infantil e crianças e adolescentes em situação de rua com o educador social professor Marco Antonio da Silva Souza, direitos de criança e adolescentes em situação de mobilidade com o advogado professor Claudio Hortêncio Costa e prevenção de homicídio na adolescência, atenção integral às vitimas e atendimento aos adolescentes em conflito com a lei em meio aberto, com o mestre em Avaliação de Políticas Públicas professor Tiago de Holanda Altamirano. 

 

ASCOM (DPE) 3623-1615

Top
×